Arquivo da Categoria ‘Mercado Pet’

26
set
qua

Ele ama vestir roupinhas

Por Petjama Recco

Quem não adora vestir seu pet? Deixá-los cheios de estilo e prontos para qualquer queda de temperatura drástica. E se seu pet amasse colocar roupinhas, não seria o máximo vê-lo todo feliz com a roupa nova. Pois é, o pet do vídeo abaixo ama suas roupinhas, aposto que se fosse um Petjama ele nunca mais pararia de abanar o rabinho. 😉

21
mar
qua

Carrinho para cachorro?

Por Petjama Recco

Sai a coleira, entra o carrinho. É isso mesmo, agora os pets já podem contar com essa mordomia para dar aquele passeio pela cidade sem perder o fôlego. Mas será que isso não é um exagero? A nova moda divide opiniões.

Alguns afirmam que o carrinho se tona um item importante para facilitar a vida dos cães idosos, que nem sempre aguentam um passeio, ou cães que apresentam doenças como dores na coluna ou dificuldades motoras. Serve também para levar os filhotes que ainda não estão totalmente protegidos pela vacina e por isso não podem colocar as patinhas em contato com o chão em lugares públicos.

Outra boa oportunidade de usar o carrinho é nos shoppings, onde o passeio com cão de pequeno porte é liberado. Xuxa já foi vista passeando em um shopping carioca com Dudu, seu cachorrinho de estimação, e afirmou certa vez a um site de celebridades, que leva o cão e o seu carrinho nas viagens ao exterior. Só isso já serviu para fazer o produto virar um hit.

Enquanto alguns valorizam os benefícios desse item pra lá de inusitado, existem também pessoas que não aprovam muito a ideia. Isso porque afirmam ser prejudicial ao animal saudável, que precisa gastar energias, correr, brincar, e não ser tratado como um bebê. A humanização dos animais de estimação pode parecer bonitinho para o dono, mais causa transtornos para o animal e até para a família.

Em meio a opiniões diversas, o importante é encontrar um equilíbrio e saber dosar o uso do carrinho. O animal precisa brincar, ser tratado como bicho de estimação, que obedece ao dono e sabe seu lugar na hierarquia da família. É a atitude mais saudável, e uma forma de demonstrar amor ao seu cãozinho.

carrinho-cao

Xuxa-passeia-com-cachorro-no-carrinho-de-bebe-em-shopping-no-Rio-original

08
set
qui

109

Os 97,7 milhões de animais de estimação existentes hoje no Brasil movimentam um mercado estimado em R$ 11,26 bilhões em 2011, acréscimo de 4,5% com relação aos R$10,14 bilhões verificados no ano anterior.
A estimativa é do “Estudo Pet Brasil”, realizado pela GS&MD – Gouvêa de Souza, que entrevistou 1,040 mil donos de pets em São Paulo, Recife, Rio de Janeiro e Porto Alegre para entender o comportamento de compra desses consumidores.

De acordo com o levantamento, os produtos destinados para cachorros, gatos, pássaros e peixes – principais animais hoje dentro dos lares brasileiros – são adquiridos principalmente nos pet shops (8,3%) e supermercados (7,7%), que somam mais de 200 canais de distribuição. Os donos de gatos costumam fazer compras semanais (42%), enquanto os produtos para cães são adquiridos mensalmente (33%). Esses são os dois animais preferidos do brasileiro. Existem hoje cerca de 25 milhões de cães e sete milhões de gatos no Brasil, a segunda maior população do mundo. Juntos, eles representam 53,7% do total de pets no País. Os peixes correspondem a 25% e os pássaros ficam com 18,4%.

Mais sensíveis às mudanças do consumidor, os pet shops lideram o processo de consolidação do varejo brasileiro de pets, com a ampliação de lojas cada vez mais especializadas. Os principais gastos estão ligados à alimentação e à saúde dos bichos. Vermífugos, rações e antipulgas são os medicamentos mais comprados. Já o banho, a tosa e os cuidados com as unhas dos animais são os serviços mais procurados. Segundo dados da Associação Nacional de Produtos para Animais de Estimação (Anfalpet), os alimentos respondem por cerca de 65% dos gatos, seguido dos serviços (20%), equipamentos, acessórios e produtos de higiene e beleza (9%) e medicamentos (6%).

A relação de confiabilidade estabelecida com os veterinários ganha cada vez mais importância nas escolhas. Hoje, existem cerca de 54 profissionais espalhados entre clínicas ou pet shops nas regiões pesquisadas, sendo 94% atendidos mais diretamente por distribuidores e 67% por fabricantes. Esse último indicativo sobre para 80% no Rio de Janeiro.

Fonte: RSS: Notícias Marketing