Arquivo da Categoria ‘Estudos’

15
jan
qua

Seja um balaço de rabo, uma expressão facial ou um latido diferente em determinadas situações, dá para perceber que o seu cão quer dizer algo para você. Segundo Andrea McHugh, autora do livro Como Fazer Seu Cachorro Feliz (Ed. Larousse do Brasil), os cachorros têm expressões fáceis de compreender. Confira agora alguns sinais frequentes que seu pet pode dar para se comunicar com você.

Converse com seu pet

Preocupado: além de permanecer com a boca bem fechada, afasta a cabeça de algo que viu.

Curioso: também com a boca cerrada, olha fixo para frente ou para algum objeto, com as orelhas levemente levantadas.

Ouvinte: mantém as quatro patas no chão, conserva a boca fechada e deixa as orelhas em pé. Quando esboça essas reações, o cachorrinho está tentando entender suas palavras.

Ansioso: abaixa a cabeça, com lábios frouxos e repuxados para trás. Isso também indica medo de algo ou alguém.

Ameaçador: fica com dentes e gengiva aparentes. Faz isso quando outros gestos ameaçadores (como desviar o olhar) falham.

Agressivo: rosna e também mostra todos os dentes. Prepare-se, pois o próximo passo do animal é atacar.


Após essas dicas, aproveite ao máximo para conversar com o seu cãozinho e fazer muitas coisas legais juntos.

17
maio
qui

Por essa você não esperava: ter um animal de estimação em casa é um passo importante para quem precisa aliviar o stress. O Instituto de Pesquisa Médica Baker, na Austrália, confirmou em pesquisa que aquelas pessoas que têm um animal de estimação em casa apresentam menos probabilidade de sofrer com stress. Os níveis de ansiedade e solidão são mais baixos e a convivência ajuda a despertar o lado carinhoso e sensível do dono. Outro estudo publicado pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra, comprovou que a maioria dos pessoas que possuem cães desenvolve segurança e autoestima, fatores importantíssimos para quem que desfrutar de bem-estar.

Entender como isso tudo acontece é muito simples. Para começar, imagine que você chega em casa cansado do trabalho, estressado com os problemas, e alguém te recebe como se você fosse a pessoa mais especial do mundo, sem desejar nada em troca. Outra evidência é que o simples ato de acariciar o cãozinho ajuda a liberar substâncias que nos faz sentir bem, afastando o stress.

É fato que o mercado pet está crescendo muito nos últimos anos. Quem sabe esse não seja o indício de pessoas cada vez mais tranqüilas e felizes? No que depender dos animais de estimação, eles farão de tudo para deixar seus donos cada vez mais felizes.

cao feliz

imagem: http://construindosentidos.blogspot.com.br

01
fev
qua

Seu cachorro é mimado?

Por Petjama Recco

11-00001

Cuidado com o excesso de mordomias que você concede ao seu cachorro. Segundo estudiosos, regalias e mimos além da conta podem gerar agressividade e desvio de comportamento em seu animal de estimação. Não há nada de errado em lhe dar conforto, colo, carinho e presentes. O problema está na forma com que ele é educado e treinado por você.

Dizem que o cão mimado treina o dono, e não o contrário. São os casos de cães que latem se alguém encosta em sua casinha ou em seu prato de ração, late para chamar a atenção por qualquer motivo, enquanto o dono corre para ver o que ele deseja, para enfim realizar seu pedido. Então, ele vira o líder sem que você se dê conta.

Para que isso não aconteça é importante que seu fiel companheiro receba o que quer apenas depois de ter feito o que você quer, essa é a ordem correta, a mesma difundida por adestradores. Ele precisa ver em você um líder. Cães que são “humanizados” por seus donos apresentam tendência ao estresse e são menos felizes. É da natureza do cachorro que lhe digam o que fazer. Quando ele precisa mandar, se sente frustrado em sua liderança, o que pode gerar agressividade.